O que é inovação?

Compartilhe
escrito por
Thiago Feitosa

Inovar é, muitas vezes, confundido com algo inalcançável ou impossível. Na realidade, a inovação está mais acessível do que se imagina, podendo ser incorporada em diversas áreas de atuação e porte empresarial.

A capacidade de implementar mudanças inovadoras reflete-se nas práticas de negócios, em um produto ou serviço, na criação de ambientes de trabalho mais dinâmicos e na construção de relações mais sólidas entre as empresas e seu público-alvo.

Entretanto, para se ter ideias inovadoras é necessário acompanhar o mercado de forma constante, assim as novidades serão condizentes com o que o público atual precisa. 

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura para entender os conceitos de inovação!

A evolução da inovação nos últimos vinte e cinco anos

A inovação tem sido impulsionadora para a criação de indústrias e economias em todo o mundo há muito tempo. Os avanços tecnológicos e as mudanças na dinâmica do mercado contribuíram muito para a inovação, principalmente nos últimos 25 anos.

O ritmo acelerado dos avanços tecnológicos e as transformações na dinâmica do mercado têm sido catalisadores significativos para a inovação neste período.

A exemplo disso, está o uso das plataformas de mídias sociais: pensando no cenário atual, elas podem ser consideradas nossas principais fontes de interações, além de uma revolução nos métodos de marketing.

O ambiente empresarial não está fora dessa evolução. Muitas empresas redefiniram os modelos de negócios se concentrando em avanços disruptivos para seus ambientes.

Por exemplo, a evolução dos smartphones modificou a forma como as pessoas se comunicam e acessam os diversos recursos digitais, assim como o crescimento do comércio eletrônico, como a Amazon, que alterou o cenário de compras, entregas e estratégias de venda.

Esses exemplos demonstram como a inovação não é apenas uma tendência momentânea, mas uma estratégia essencial para a evolução e sobrevivência das organizações diante das demandas do mundo contemporâneo.

Como definir inovação?

Na busca pela compreensão da inovação, surge a pergunta: o que realmente significa inovar? 

O renomado Manual de Oslo, elaborado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), é referência global ao padronizar e organizar conceitos, metodologias e indicadores relacionados à inovação. Segundo o manual, inovação é a implementação de algo que ainda não foi feito e que traz impactos positivos.

Vale salientar que você inova no seu negócio quando implementa algo novo na realidade da sua empresa e não necessariamente novo para o mundo inteiro. Isso faz com que as possibilidades sejam mais amplas, visto que assim é possível inserir inovações a partir de estudos e pesquisas de outros negócios. 

O Manual de Oslo divide a inovação em 4 tipos: processos, produtos, organização e marketing. Vamos entender as diferenças entre eles?

Quais são os tipos de inovações?

Existem quatro tipos de inovação segundo o Manual. Entenda como cada uma delas funciona para ficar alinhado e aplicar em sua realidade!

Inovações de processos

São otimizações feitas a partir do uso de novas técnicas, processos ou sistemas tecnológicos, garantindo dinamismo, desempenho, otimização de tempo e produtividade.

A exemplo, inteligências artificiais (IA) criadas para interação automatizada e instantânea podem ser uma ferramenta inovadora. 

Processos que exigem grande quantidade de detalhes podem ser feitos a partir de diversas IAs disponíveis, assim, etapas que costumavam demandar horas podem ser resolvidas em pouco tempo.

Porém, é importante se atentar que a Inteligência Artificial é um recurso, e não um substituto operacional.

Inovações de produtos

 A inovação de produtos envolve a criação e a introdução de novos produtos ou a melhora significativa dos que já existem no mercado.

Um exemplo notável de inovação de produtos pode ser observado com o lançamento do iPhone pela Apple, em 2007.

O iPhone revolucionou a forma como as pessoas se comunicam, trabalham e se divertem, combinando telefone, reprodutor de música, navegador da web e muitos outros recursos em um único dispositivo.

Esse exemplo mostra como a inovação dos produtos pode criar novos mercados e transformar completamente as indústrias existentes.

Portanto, o investimento em estratégias de inovação de produtos funciona para atender continuamente às crescentes demandas e expectativas dos consumidores.

Inovação organizacional

Refere-se à implantação de novos métodos organizacionais que refletem na experiência de funcionários, mudanças no ambiente de trabalho e na cultura empresarial.

Um exemplo de inovação organizacional são os bancos digitais, que eliminaram a burocracia e reduziram os custos, pois não possuem agências físicas. 

Com programas de desenvolvimento de carreira, qualidade do ambiente de trabalho e bem-estar de seus colaboradores, simplificaram processos e trouxeram facilidade para os clientes. 

Inovação de marketing

Abrange a reinvenção de métodos estabelecidos, seja por meio de mudanças na concepção do produto, na embalagem, no formato, no posicionamento, na promoção, no envolvimento do público-alvo ou na estratégia de preços. 

Um exemplo claro dessa abordagem é a estratégia da Airbnb de transformar espaços comuns e criar experiências diferenciadas para o usuário.

Ao criar uma plataforma que facilita o aluguel de casas em qualquer parte do mundo e proporciona experiências autênticas, a empresa redefiniu completamente a maneira como as pessoas viajam e se hospedam. 

Isso demonstra que a inovação em marketing vai além das fronteiras convencionais, tornando-se um fator essencial para conquistar novos clientes e aproveitar as oportunidades que a tecnologia pode nos proporcionar.

Importância de conhecer os tipos de inovação 

Os quatro tipos de inovações são um norte para o empreendedor alcançar melhor desempenho no mercado atual. Implementar essas melhorias pode ser desafiador e entender os tipos de inovação é o primeiro passo para a mudança que o ajudará a identificar e resolver gargalos que estão atrasando a evolução do seu negócio.

Com a tecnologia em constante evolução, inovar é essencial para se manter competitivo no mercado atual. 

Além disso, também é preciso considerar as expectativas dos clientes que mudam constantemente, assim como as demandas do mercado.

Um dos maiores desafios para inovar reside na capacidade de aceitar o novo e superar as resistências em direção a uma realidade diferente. 

Por isso, um empreendedor que está sempre em busca de novas ideias, explora diferentes abordagens, sabe os objetivos do seu negócio e encara os desafios do dia a dia se destaca dos seus concorrentes.

Achou o conteúdo interessante? Leia também o post sobre Educação Continuada e acompanhe nosso blog para ficar por dentro de diversos assuntos! 

Visite também nossas redes sociais!

Para os contadores, o Imposto de Renda representa tanto oportunidades quanto desafios.
Neste artigo, vamos entender o que é DCTFWeb, quais são suas características, quem deve enviá-la e os prazos envolvidos.
Pequenos e médios contadores enfrentam o desafio de se diferenciar da concorrência e atrair novos clientes para seu escritório contábil, visando o crescimento do seu negócio.
As Normas Regulamentadoras (NRs) são regras e diretrizes que visam regulamentar e orientar as empresas e seus colaboradores sobre a segurança e a saúde do trabalho.
Neste artigo vamos discutir as implicações da Inteligência Artificial (IA) na contabilidade, destacando a relevância da hiperautomação para os contadores em relação à IA.
keevo-roxo

Fique por dentro

Não perca! Nosso próximo Evento !

Lorem ipsum dolor sit